O Ministério da Saúde informou nesta sexta-feira (15/05/2020) que o ministro Nelson Teich pediu exoneração do cargo. Ele assumiu a pasta, em 17 de abril, após a saída de Luiz Henrique Mandetta.

O ex-ministro Mandetta e o presidente Jair Bolsonaro divergiam sobre os caminhos para o combate à pandemia do novo coronavírus no país, como as medidas de isolamento social e o uso da hidroxicloroquina no tratamento de pacientes.

Assim como Mandetta, Nelson Teich também apresentou discordâncias com o presidente sobre as medidas para combate ao coronavírus.